Rostos Invisíveis da História: Os Ciganos e as Marcas de Genocídios ao Redor do Mundo

Por Mauro Calon

Os ciganos foram vítimas de perseguições e genocídios em vários países ao longo da história. Aqui estão alguns exemplos de alguns dos maiores genocidas de ciganos pelo mundo:

Porajmos – O Porajmos foi o genocídio de ciganos durante o regime nazista de Adolf Hitler na Alemanha e em outros países ocupados durante a Segunda Guerra Mundial. Estima-se que entre 220.000 e 500.000 ciganos foram mortos pelos nazistas.

O COMBATE À AMNÉSIA HISTÓRICA E A NECESSIDADE DE RECONHECIMENTO E JUSTIÇA PARA A COMUNIDADE CIGANA.

Romani Genocide – Durante a Segunda Guerra Mundial, os ciganos também foram alvo de genocídio na Croácia pelos Ustasha, um regime fascista croata apoiado pelos nazistas. Estima-se que entre 25.000 e 30.000 ciganos foram mortos.

Genocídio Sinti e Roma – Os Sinti e Roma, dois grupos étnicos ciganos, também foram alvo de genocídio pelos nazistas na Polônia, Rússia e outros países ocupados durante a Segunda Guerra Mundial. Estima-se que entre 200.000 e 500.000 foram mortos.

Perseguição na Espanha – Durante a Inquisição Espanhola, os ciganos foram perseguidos e assassinados. Estima-se que entre 50.000 e 100.000 ciganos foram mortos.

Aktion Zigeunerlager – Aktion Zigeunerlager foi uma operação nazista para prender e deportar ciganos para campos de concentração. Estima-se que cerca de 23.000 ciganos foram mortos em campos de concentração na Europa durante a Segunda Guerra Mundial.

Perseguição na Europa Oriental – Durante a Segunda Guerra Mundial, os ciganos foram perseguidos e assassinados em países como Romênia, Bulgária e Hungria. Estima-se que cerca de 25.000 a 50.000 ciganos foram mortos na Romênia.

Perseguição na Itália – Durante o regime fascista de Benito Mussolini, os ciganos foram perseguidos e presos em campos de concentração. Estima-se que cerca de 2.000 a 3.000 ciganos foram mortos na Itália.

Perseguição nos Estados Unidos – Os ciganos também foram alvo de perseguições nos Estados Unidos, onde eram frequentemente discriminados e marginalizados. Em 1971, o FBI lançou a Operação Cigano, uma operação nacional de repressão aos ciganos que resultou na prisão de centenas de pessoas.

Perseguição na América Latina – Em países como Brasil e Argentina, os ciganos foram perseguidos e discriminados durante a maior parte do século XX. Em alguns casos, foram expulsos de suas terras e tiveram seus acampamentos queimados.

Perseguição na Ásia – Os ciganos também enfrentaram perseguição em países como Índia e Paquistão, onde foram frequentemente discriminados e marginalizados. Em alguns casos, foram expulsos de suas comunidades e tiveram suas casas queimadas.

You may also like

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais

Privacidade & cookies